Mostra Contemporânea

Ballet Palácio das Artes abre a Mostra Contemporânea com obras de coreógrafos consagrados.



Uma companhia que, apesar do "jovem" no nome e no tempo de atuação, traz uma bagagem de peso para o 31º Festival de Dança. Esse é o Ballet Jovem Palácio das Artes, de Belo Horizonte, escolhido para abrir a Mostra Contemporânea na noite deste domingo, no Teatro Juarez Machado. O evento paralelo, com edições também nos dias 23, 24, 25 e 26, é voltado para companhias de nível profissional.

Metade dos 29 bailarinos que integram o projeto fundado em 2007 virão a Joinville. Andrea Maia, diretora artística, conta que o repertório reúne dois recentes trabalhos e outros dois pinçados do repertório do grupo. As coreografias "A Buenos Aires" e "Cantares" fizeram parte do espetáculo da última temporada da companhia, "Jovens Hermanos", em homenagem a cinco artistas argentinos (Bettina Bellomo, Gustavo Mollajoli, Ismael Guiser, Luis Arrieta e Oscar Araiz).

"A Buenos Aires" é coincidentemente ligada à história do argentino Julio Bocca, diretor artístico do Balé Nacional do Uruguai (Sodre), atração de abertura do Festival de Dança. Foi para ele e Raquel Rossetti que Gustavo Mollajoli criou o pas de deux que mistura tango e balé, apresentado em 1985 no palco do Bolshoi de Moscou durante o Concurso Internacional de Ballet, onde Boca recebeu medalha de ouro.

"Cantares", de Oscar Araiz, traz nove bailarinas do Palácio das Artes para tratar do feminino e hispânico. "Iungo", de Adriaan Luteijn, foi apresentado pelo Ballet Jovem pela primeira vez em novembro de 2008, em São Paulo, quando os mineiros dançaram ao lado dos holandeses da Cia. Introdans. Já "Frágil?", de Peter Lavratti, é um balé contemporâneo criado a partir da música "Piano Works", de Craig Armstrong, e dançado pela companhia pela primeira vez no ano passado.

— Esta será nossa primeira apresentação em Joinville. O convite surgiu após a participação em um festival de Uberlândia — diz Andrea, que conta que o Palácio das Artes é conhecido por participar ativamente de discussões em eventos do gênero.

A Mostra Contemporânea também escapa pelas frestas do teatro. "Una Pared", da Cia. Municipal de Dança de Caxias do Sul, só será vivenciado por quem estiver passando neste domingo e segunda-feira pela Feira da Sapatilha, exatamente ao meio-dia. A apresentação gratuita tem formato aéreo. Os bailarinos executam a coreografia suspensos por cordas presas ao muro em frente ao Expocentro Edmundo Doubrawa. A obra faz parte do repertório de Brenda Angiel.

O QUÊ: Mostra Contemporânea.
QUANDO: domingo, às 22 horas.
ONDE: Teatro Juarez Machado, anexo ao Centreventos Cau Hansen.
QUANTO: ingresso a R$ 28, na bilheteria do Centreventos e
www.ticketcenter.com.br.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Lista de Bailarinos Famosos "

Curiosidades Históricas

Bailarino Frederico Loureiro vence bronze em Helsínquia