sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010


(Fotos retiradas do google)

FESTIVAL DE DANÇA JOINVILLE 2010!!!

Últimas Postagens


Festival de Dança de Joinville oferece cursos online o ano inteiro

Em 2010, o Festival de Dança de Joinville passa a ter cursos online durante todo o ano. Essa conquista foi possível graças ao fortalecimento da parceria com a Unidança - Universidade Livre da Dança, que faz esse trabalho há quatro anos. Os cursos de aperfeiçoamento de dança são realizados totalmente pela internet em um formato 100% Educação à Distância (EAD). Por serem online, os ensinamentos estão disponíveis em qualquer cidade e país. As aulas incluem avaliações, salas de interação e outras novidades.



O conteúdo do curso está todo armazenado no site e pode ser consultado a qualquer momento de qualquer computador durante o período das aulas. Todo texto do curso também pode ser baixado pelo aluno através de download (é a versão offline do curso) e salvo em seu computador ou em um CD, ou ainda, pode imprimir o conteúdo do curso se preferir.



O tempo de duração de um curso varia entre 9 e 15 semanas (o que é equivalente à carga horária entre 18 e 31 horas), mas como o aluno programa suas aulas conforme sua disponibilidade e escolhe o melhor dia e horário para estudar, poderá concluí-lo em menor período. Ao final, o aluno recebe um certificado de conclusão em formato digital que pode ser impresso posteriormente.



Todo mês abre uma nova turma para os cursos de composição coreográfica para balé, marketing cultural, dança de rua, organização e método de ensino de balé, composição de espetáculo de dança, dança criativa, iluminação cênica de dança, sapateado, história da dança e dança de rua.



A Unidança já formou mais de mil alunos, sendo muitos do exterior, de países como Portugal, Argentina, França, Índia, Inglaterra, Angola, Uruguai, Paraguai, Alemanha, Estados Unidos e Itália. Os professores são gabaritados como Fernando Zikan, Nany Semicek, Deise Calaça, Eliana Caminada, Beatriz Cerbino, Renato Cruz, Ângela Ferreira, Vera Aragão e Kika Sampaio.



Quem tiver interesse acesse o site www.cursosdedanca.com.br ou mande um e-mail para contato@unidanca.com.br.

FESTIVAL DE DANÇA JOINVILLE 2010!!!

“A marca e o foco do Festival é a didática e a formação”. Com esta afirmação o presidente do Instituto Festival de Dança de Joinville, Ely Diniz, resumiu a proposta da 27ª edição do Festival de Dança de Joinville, realizado de 15 a 25 de julho, em Santa Catarina. Durante 11 dias, cerca de 5 mil participantes de todo o País passaram pelo Festival. Foram mais de 220 horas de espetáculos e apresentações tanto no complexo do Centreventos Cau Hansen quanto em Palcos Abertos pela cidade. Na ampla programação didática, foram quase 2.800 vagas em Cursos e Oficinas, Workshops Coreográficos e Seminários de Dança.



(Fonte Festival de Dança Joinville)




Os Seminários de Dança superaram as expectativas. Durante quatro dias, de 22 a 25 de julho, foram oferecidas 500 vagas e o tema desta terceira edição foi “Dança e Educação – Como o dançarino aprende, com quem aprende e onde ensina”. O encontro, que reuniu 17 pesquisadores importantes da dança, como Cássia Navas, Ricardo Scheir, Isabel Marques, Débora Arzua Tadra e Thereza Rocha, atraiu universitários e teóricos da dança de todo País. De acordo com Ely Diniz, o futuro para essa área é promissor e a tendência é que os Seminários se transformem em congressos de dança brasileira, principalmente por causa da qualidade dos trabalhos apresentados no encontro. O resumo das conferências e dos trabalhos acadêmicos serão reunidos no livro Seminários de Dança 4, que será lançado em 2010. “O Festival há muito tempo não é só Mostra Competitiva”, ressalta Ely Diniz.







Outro destaque da programação, que reuniu 15 eventos que aconteceram praticamente simultaneamente, foi o crescimento do Hip Hop. Além de abrir o Festival com a apresentação de dois expoentes da Dança de Rua no País e no Exterior – a companhia francesa S´Poart e a brasileira Discípulos do Ritmo – a cultura urbana foi valorizada no Encontro das Ruas. Em sua quarta edição, o Encontro das Ruas, realizado dias 18 e 19 de julho, ganhou um incremento na Mostra de Graffiti e uma Comissão Técnica composta por personalidades da área, nacionais e internacionais, formada por Frank Ejara, fundador, diretor, coreógrafo e produtor da Cia. Discípulos do Ritmo; Andrew Iceman, primeiro lugar na 1ª Batalha de B.Boys de Balneário Camboriú e tricampeão do Festival de Dança de Joinville; o gaúcho Trampo, símbolo da resistência da Cultura de Rua e um dos grafiteiros mais respeitados do Brasil; Criolo Doido, Mc, produtor, compositor e intérprete, fundador da Rinha dos Mc’s; e Tiago Super Star, 1º lugar na batalha brasileira individual, realizado em Curitiba (2007).







O Encontro das Ruas realizado no Colégio Estadual Germano Timm, possibilitou a interação de diferentes estilos de Dança de Rua e a troca de conhecimentos entre os grupos de diferentes lugares do País. Contou ainda com a presença dos coreógrafos internacionais como Suga Pop, Buddha Stretch e Ken Swift. Suga e Buddha também estiveram muito próximos da comunidade. Um dos grandes encontros foi quando Buddha deu aula de House Dance na Rua da Dança, organizado na Estação da Memória. Suga Pop também esteve na Rua da Dança para ministrar uma aula aberta à comunidade.







A dança está em todos os lugares há muitos anos. Não se concentra apenas no Centreventos Cau Hansen. Isso se deve a eventos como os Palcos Abertos. Nesta edição foram instalados 15 pontos, muitos deles em locais onde as pessoas estão impossibilitadas de sair, como ancionatos e hospitais. “Hoje é impossível o joinvilense e quem está visitando Joinville, durante os 11 dias do Festival de Dança, não ver alguma apresentação de dança”, declarou Ely.







Quanto à Noite de Abertura com Hip Hop, que teve como convidadas as companhias francesa S’Poart e brasileira Discípulos do Ritmo, Ely Diniz afirmou que está satisfeito porque atendeu a um desejo antigo de uma boa parte do público que gosta desse gênero. “As noites em que os ingressos sempre se esgotaram mais rapidamente são os de Dança de Rua. Nós queríamos trazer referências consagradas para esse público e isso foi possível em 2009.”







Com relação à Noite de Gala, com a São Paulo Companhia de Dança, o presidente do Instituto ressaltou que foi uma oportunidade importante para o público ver duas obras clássicas completas. O Festival de Dança de Joinville tem que ter esse momento para apresentar uma boa história, já que “nosso foco também é a didático”. A Mostra Competitiva, acrescenta, é um dos 15 eventos do Festival e é tão importante quanto os demais porque, “sem dúvida, é uma grande vitrine para os bailarinos que são selecionados pelo Conselho Artístico e se apresentam no palco do Centreventos Cau Hansen”. Muitos, recorda, são contratados por importantes companhias do Brasil e do exterior e se tornam referências da dança.







Sobre os dois novos integrantes do Conselho Artístico, João Wlamir e Fernanda Chamma, Ely Diniz está satisfeito. “Wlamir é um especialista em Balé Clássico e Fernanda vai trazer um novo olhar do Jazz e de musicais. Nosso Conselho está equilibrado”, concluiu.

FESTIVAL DE DANÇA JOINVILLE

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

J.GAR.CIA DANÇA CONTEMPORÂNEA

O TEATRO DE DANÇA recebe entre os dias 18 e 28 de fevereiro de 2010, dentro do Programa Temporadas, três coreografias da J.GAR.CIA DANÇA CONTEMPORÂNEA, do bailarino e coreógrafo Jorge Garcia: Cabeça de Orfeu (18 a 21 de fevereiro), Interlúdio e Nihil Obstat, estas duas condensadas em um programa só, no período de 25 a 28 de fevereiro.




Cabeça de Orfeu é resultado de pesquisa profunda do mito grego Orfeu e inspirado no trabalho Orfee’s Head, projeto desenvolvido por Jorge Garcia para a Amsterdam Theaterschool em 2007. Para esta montagem o coreógrafo apoiou-se em uma linguagem com influência cinematográfica, do ponto de vista dramatúrgico. Entre os elementos de cena estão uma TV de LCD de 40 polegadas e uma filmadora para captar as imagens ao vivo do espetáculo, recursos que têm o objetivo de criar feitios de ilusão no espectador. Também são projetadas cenas de filmes como Laranja Mecânica e Matrix, além de imagens de Hitler, de guerras e até da recente “sapatada” recebida por George W. Bush, ex-presidente dos Estados Unidos.



Em Nihil Obstat e Interlúdio, Garcia propõe motes diferentes: no primeiro, o trabalho será instigado pelo manuseio de mini-amplificadores pelo espaço cênico, buscando um movimento sonoro em diferentes níveis e interferindo na movimentação física do intérprete. No segundo, protagonizado no proscênio por quatro mulheres diferentes entre si, os corpos começam a ganhar movimentos involuntários em que o universo clown, associado à dança contemporânea, se funde a outras técnicas para construir um espetáculo com um humor debochado, sarcástico e dinâmico.



A J.Gar.Cia - Dança Contemporânea surgiu em 2005 para concretizar a proposta do diretor Jorge Garcia de desenvolver sua própria linguagem de dança. O ecletismo e a diversidade da cultura brasileira associada às técnicas de dança contemporânea representam os pontos de partida e inspiração para a formação da identidade da Cia. As coreografias são marcadas por seqüências de intenso vigor físico, delicadeza de poesia coreográfica e riqueza plástica que se contrapõem com a constante inquietação e busca de caminhos para expressar o pensamento artístico por meio do movimento. Seguindo com um repertório diversificado a Cia tem sido convidada para inúmeros festivais e espetáculos, tendo sempre ótima receptividade e identificação do público, curadores e críticos que a assistem. Conquistou importantes reconhecimentos e prêmios ao longo de sua existência.



CABEÇA DE ORFEU



18 a 21 de fevereiro – quinta e sexta às 21h, sábado às 20h, domingo às 18h



65 minutos de duração, classificação 18 anos



FICHA TÉCNICA CABEÇA DE ORFEU



Direção e Coreografia: Jorge Garcia Assistente de Coreografia: Clarice Lima Intérpretes Criadores: Alexandre Magno, André Graça, Amanda Raimundo, Beto Amorin, Natália Mendonça, Paty Bergantin e Natasha Vergilio Estagiárias: Marina Massoli e Martina Sarantopoulos Trilha Sonora: Aguinaldo Bueno (Colaboração: Guilherme Chiappetta - Cena Ades) Figurino: Danúbia Costa Cenário: Fábio Marcoff Design de Luz: Ari Buccioni Vídeo Imagens e DVD: Giuliano Scandiuzzi Design Gráfico: Sonaly Macedo Fotos: Silvia Machado Acompanhamento Médico, Fisioterápico e Físico: Vita Care Produção Executiva: Cria da Casa Produções Culturais (Priscila Wille e Wilson Aguiar) Assistente de Produção: Márcia Abbud Blog: www.deorfeu.blogspot.com







O espetáculo foi concebido através do 4º Edital do Programa de Fomento à Dança de São Paulo.







INTERLÚDIO e NIHIL OBSTAT



25 a 28 de fevereiro – quinta e sexta às 21h, sábado às 20h, domingo às 18h



60 minutos de duração, classificação livre



FICHA TÉCNICA INTERLÚDIO



Direção e Coreografia: Jorge Garcia Elenco: Amanda Raimundo, Natasha Vergilio, Natália Mendonça , Paty Bergantin e Alexandre Magno ou Clarice Lima, Martina Sarantopoulos e Marina Massoly Assistente de Coreografia: Alexandre Magno Figurino e Cenário: Jorge Garcia Iluminação: Ari Buccioni Produção Executiva: Cria da Casa Produções Culturais (Priscila Wille e Wilson Aguiar) Assistente de Produção: Márcia Abbud



FICHA TÉCNICA NIHIL OBSTAT



Criação, Concepção e interpretação: Jorge Garcia Trilha Sonora: Henrique Iwao e Pane&Tone Cenário, Figurino e Luz: Jorge Garcia Produção Executiva: Cria da Casa Produções Culturais (Priscila Wille e Wilson Aguiar) Assistente de Produção: Márcia Abbud



www.ciajgarcia.com.br



TD - Teatro de Dança - Secretaria de Estado da Cultura



APAA - Associação Paulista dos Amigos da Arte



Avenida Ipiranga, 344 - Subsolo, Edifício Itália - São Paulo, SP, Brasil - Metrô República - Email: info.teatrodedanca@apaa.org.br Telefone da bilheteria: 2189 2555 /// Informações: 2189 2557 Capacidade: 278 lugares/Ar-condicionado ///Acessibilidade para pessoas com necessidades especiais /// Ingresso: R$ 4,00 e R$ 2,00 (meia) /// Estacionamento: R$ 15,00 com manobrista /// Bilheteria, abertura: Vendas para o dia do espetáculo - 4ª a domingo, a partir das 14h/// www.teatrodedanca.org.br







O Teatro de Dança tem apoio da Folha de São Paulo, Alcaçuz, Leonor Flores, Circolo Italiano, Luna Di Capri e Planeta´s. No programa "Prêmio Teatro de Dança", conta com o apoio do SESC São Paulo



Informações para imprensa: Canal Aberto Assessoria de Imprensa



Márcia Marques - (11) 3798 9510 / 2914 0770/ 9126 0425



www.canalaberto.com.br