quinta-feira, 16 de junho de 2016

Dança Em São Paulo.

http://www.sampaonline.com.br/cultura/danca_em_sp.php




(Um Poema para Carmem )

Um poema para Carmen

Livre.
 Sinopse: Solo do bailarino e coreógrafo Marcos Sobrinho sobre o universo da Carmen Miranda (1909-1955). Pautada por experimentações no campo da dança, das artes visuais e da música, a performance aciona reflexões sobre os estereótipos e arquétipos que envolvem o imaginário popular a respeito da "pequena notável" Carmen Miranda, artista ícone da cultura brasileira, que conquistou sucesso internacional e estabeleceu, nas representações contidas em sua imagem, músicas e performance, relações com a identidade nacional.
Elenco/Direção: Concepção, Dramaturgia e Performance: Marcos Sobrinho. Músicos: Luiz Cláudio Sousa, Edson Silva e Franck Oberson. Intervenções Dramatúrgicas: Talita Alcalá Vinagre.
Data: Estreia dia 17 de Junho (sexta); até 18 de Junho; Sexta e sábado, às 20h30
Preço: Grátis

Retirar ingresso com 1 hora de antecedência


Acesse o site e fique em dia com os espetáculos .
Bom divertimento.

São Paulo - Cia. de Dança.

São Paulo Companhia de Dança



     Foto 1: Amanda Rosa e Nielson Souza em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar
Foto 2: Morgana Cappellari e Lucas Valente em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar









Foto 1: Amanda Rosa e Nielson Souza em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar
Foto 2: Morgana Cappellari e Lucas Valente em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar



Bailarino Frederico Loureiro vence bronze em Helsínquia

O jovem bailarino Frederico Loureiro, de uma escola do Porto, arrecadou na quinta-feira à noite o 3.º lugar na categoria júnior no Concurso Internacional de Ballet de Helsínquia (Hensinki IBC).

(Notícias ao Minuto) Divulgação.


De acordo com os resultados da competição, divulgados na internet, entre 35 candidatos apurados para competirem na categoria júnior (dos 15 aos 19 anos), Frederico Loureiro, de 16 anos, recebeu, além da medalha de bronze, um prémio monetário de 1.500 euros.

Aluno na Escola Domus Dança (EDD), no Porto, Frederico Loureiro competiu neste concurso dominado maioritariamente por chineses ao lado de bailarinos de escolas e companhias como a Ópera de Paris, Bolshoi Ballet, San Francisco Ballet School, John Cranko Schülle, Finnish National Ballet, Korean National Ballet, China National Ballet, entre outras.
Segundo Alexandre Oliveira, professor da EDD, o Helsinki IBC acontece a cada quatro anos e é uma das competições mais prestigiadas internacionalmente.
"Recebe candidatos de todo o mundo", disse, acrescentando que, nesta edição, um total de 26 países estavam representados entre os selecionados.
Além de Frederico Oliveira, de Portugal foi ainda selecionada Inês Sousa, aluna da mesma escola.
Ao longo do seu percurso, o jovem bailarino já recebeu ofertas de instituições internacionais como Academia Bolshoi, de Moscovo, Escola Estatais de Dresden, Berlim, Viena, Mónaco, Zurique, Basileia, Ópera de Paris e Brussels Internacional Ballet School.
Foi homenageado pelo antigo presidente da República Cavaco Silva no 10 de junho de 2015 pela forma como elevou "o nome de Portugal ao mais alto nível internacional e pelo destaque conquistado no mundo da Dança".