Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

Ballet ou a Arte de Libertar o Corpo

Ballet ou a arte de libertar o corpo.


À muito que ando fascinado com esta arte de dançar. Não sei porquê.
Para além da sensualidade e a arte de fazer balancear o corpo, o ballet tem muito de espirituoso como qualquer outra arte.

Corpos perfeitos que deambulam como se tratassem de ramos de arvores verdes ao sabor do vento. Assim eu vejo as bailarinas.

Como é possível não ficar siderado com a delicadeza, a sublime faculdade de poder executar os mais belos paços de dança. Que nos leva a imaginar pedaços de vida irreais. O que ela está realmente a sentir? Provavelmente está em êxtase, absorvida no seu trabalho que é ao mesmo tempo um dom.

È verdade que sempre tive a fantasia de namorar com uma bailarina porque acho que ela me conseguiria fazer sonhar, vaguear ao sabor das brisas. Isto para alguém que tem total ausência de “swing” seria um grande “achievement “.

Mas tudo está condensado na arte de sonhar e acreditar. Estarmos esclarecidos é o fundamental na sociedade de hoje. Não adianta “ser i…