FESTIVAL DE DANÇA DE JOINVILLE 2010

Pois,é meus queridos seguidores,estou em falta convosco.
Pensei mesmo em desistir de continuar com este blog,mas pensando bem, e refletindo,achei meu dever continuar.
Perdoem a minha ausência.

Sucesso a todos....e estudem....

Ballet é estudo e dedicação...

Não desistam!




(Dolores)





                                                     (Foto Kátia Nascimento/Secom)










AQUI ESTÁ :



Joinville (21/07/2010) - Secretaria de Comunicação (Prefeitura Municipal de Joinville)




Diante de um Centreventos Cau Hansen lotado, o prefeito de Joinville, Carlito Merss, fez a sua saudação ao público e aos participantes da 28ª edição do Festival de Dança de Joinville, que abriu na noite desta quarta-feira (21/7) com o musical "Pernas pro Ar", da atriz e bailarina Claudia Raia. "Tenho certeza que esse festival vai, mais uma vez, entrar para a história", enfatizou.





                                         (Foto Kátia Nascimento/Secom)






Carlito destacou que o evento é referência nacional e internacional de difusão da arte, educação e cultura e deu alguns exemplos de profissionais que saíram de Joinville e fazem sucesso pelo mundo. Citou os alunos da Escola do Teatro Bolshoi que deram os primeiros passos aqui e hoje integram famosas companhias de dança da Polônia, Áustria, Rússia, Argentina e Canadá.






O prefeito de Joinville, Carlito Merss, e demais autoridades saudaram ao público e aos participantes da 28ª edição do Festival de Dança de Joinville, que abriu na noite desta quarta-feira (21/7) - Joinville, 22/Jul/2010 - Foto: Kátia Nascimento / SECOM






O prefeito também pediu aplausos para homenagear duas personalidades que deram contribuições ao festival e que faleceram há pouco tempo: Roseli Rodrigues, do Raça Companhia de Dança (SP), grupo que começou como concorrente do festival e tornou-se profissional, sendo reconhecido internacionalmente; e Roberto Pereira, carioca que lutou pela formação teórica e profissionalização do bailarino.



Carlito destacou que durante os 11 dias do festival, a urbanidade de Joinville, que é a 29ª economia do Brasil e terceira da região Sul, respira dança. "Somos referência nacional em qualidade de vida, e as duas melhores escolas públicas do Brasil são de Joinville, segundo o Ministério da Educação. Mas a área da cultura não fica para trás", diz, citando que em 2010 o Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec) distribuirá quase R$ 3 milhões - via edital e mecenato, para artistas locais - nas áreas do patrimônio, dança, música, literatura, cultura popular, teatro, circo, audiovisual e diversidade.



Para finalizar, Carlito ressaltou que a Prefeitura trabalha o desafio de fazer com que a cidade viva e respire dança 365 dias do ano. "Com ações integradas entre o Instituto Festival de Dança, a Fundação Cultural de Joinville, a Escola do Teatro Bolshoi e a parceria com diversas entidades, academias e escolas que trabalham a dança queremos fortalecer ainda mais Joinville como a Cidade da Dança", frisou.



Este ano, o Festival reúne aproximadamente 6.500 participantes. São 11 dias de espetáculos, que incluem apresentações especiais e a Mostra Competitiva, Mostra Contemporânea de Dança, Meia Ponta, a Rua da Dança, os Palcos Abertos, os Seminários de Dança e o Encontro das Ruas.

(Jornal da Prefeitura de Joinville)
















Festival de dança de Joinville terá 240 horas de atrações


Espetáculos têm a participação de bailarinos do Brasil e da América Latina.

A cidade de Joinville (SC) recebe até o próximo dia 31 o maior festival de dança do mundo, com cerca de 240 horas de espetáculos. É a primeira vez em 28 anos que o evento começa com um musical, o “Pernas para o ar”, estrelado pela atriz Cláudia Raia.





Não é um público qualquer. As melhores bailarinas do Brasil engrossam a fila para assistir a um espetáculo. São maioria na plateia. “A gente está assim: ‘ai, meu Deus, é agora, a gente tem que fazer tudo direitinho, esticar a ponta do pé...’”, diz a bailarina Elen Castro.




E até a estrela da noite balança. “Fazer um espetáculo para um público especializado dá um frizinho na barriga que vocês nem imaginam. Um medo de cair da pirueta, porque a gente quando quer se exibir piora tudo, vamos ver o que dá.”, afirma a experiente Cláudia Raia.




O musical “Pernas para o ar” já passou por 15 cidades brasileiras - e se encerra em Joinville. No palco, um show de flexibilidade dos bailarinos - que também são atores e cantores.



Até o fim do mês, sobem ao palco todos os gêneros da dança - do clássico ao contemporâneo. Vai ser uma maratona com bailarinos do Brasil e da América Latina, na cidade que é considerada a capital brasileira da dança.

(Noticia do jornal da Globo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Lista de Bailarinos Famosos "

Bailarino Frederico Loureiro vence bronze em Helsínquia

Diana Faria, Filipa Tenreiro e João Pedro Freitas