Postagens

Mostrando postagens de 2016

Dança Em São Paulo.

Imagem
http://www.sampaonline.com.br/cultura/danca_em_sp.php




Um poema para Carmen Livre. Sinopse: Solo do bailarino e coreógrafo Marcos Sobrinho sobre o universo da Carmen Miranda (1909-1955). Pautada por experimentações no campo da dança, das artes visuais e da música, a performance aciona reflexões sobre os estereótipos e arquétipos que envolvem o imaginário popular a respeito da "pequena notável" Carmen Miranda, artista ícone da cultura brasileira, que conquistou sucesso internacional e estabeleceu, nas representações contidas em sua imagem, músicas e performance, relações com a identidade nacional. Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Centro) Elenco/Direção: Concepção, Dramaturgia e Performance: Marcos Sobrinho. Músicos: Luiz Cláudio Sousa, Edson Silva e Franck Oberson. Intervenções Dramatúrgicas: Talita Alcalá Vinagre. Data: Estreia dia 17 de Junho (sexta); até 18 de Junho; Sexta e sábado, às 20h30 Preço: Grátis
Retirar ingresso com 1 hora de antecedência

Acesse o site e fiqu…

São Paulo - Cia. de Dança.

Imagem
São Paulo Companhia de Dança



Foto 1: Amanda Rosa e Nielson Souza em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar
Foto 2: Morgana Cappellari e Lucas Valente em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar









Foto 1: Amanda Rosa e Nielson Souza em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar
Foto 2: Morgana Cappellari e Lucas Valente em Indigo Rose, de Jirí Kylián | Crédito: Wilian Aguiar



Bailarino Frederico Loureiro vence bronze em Helsínquia

Imagem
O jovem bailarino Frederico Loureiro, de uma escola do Porto, arrecadou na quinta-feira à noite o 3.º lugar na categoria júnior no Concurso Internacional de Ballet de Helsínquia (Hensinki IBC).

De acordo com os resultados da competição, divulgados na internet, entre 35 candidatos apurados para competirem na categoria júnior (dos 15 aos 19 anos), Frederico Loureiro, de 16 anos, recebeu, além da medalha de bronze, um prémio monetário de 1.500 euros.
Aluno na Escola Domus Dança (EDD), no Porto, Frederico Loureiro competiu neste concurso dominado maioritariamente por chineses ao lado de bailarinos de escolas e companhias como a Ópera de Paris, Bolshoi Ballet, San Francisco Ballet School, John Cranko Schülle, Finnish National Ballet, Korean National Ballet, China National Ballet, entre outras. Segundo Alexandre Oliveira, professor da EDD, o Helsinki IBC acontece a cada quatro anos e é uma das competições mais prestigiadas internacionalmente. "Recebe candidatos de todo o mundo", d…

BALLET RÚSSIA - Professores, estudantes e crianças até 12 anos pagam meia

Imagem
Professores e estudantes pagam meia-entrada  no Ballet Nacional da Rússia, que se apresenta  dias 27 e 28 de maio no Teatro Estadual Palácio das Artes, em Porto Velho. Crianças de até 12 anos também pagam a metade, mesmo que não tenham carteira de estudante. A produção decidiu abrir essa exceção devido às inúmeras solicitações por parte dos pais. Menor até cinco anos não pagam, desde que fiquem no colo dos pais. Apenas 40% dos ingressos são destinados à meia-entrada. Os ingressos podem ser adquiridos nas lojas Junior Sun, Palladyo, Eletrônica Criativa (na D. Pedro II) e na Opus Ballet (na Avenida Calama) por meio de cartão de crédito. Telefones para contato: 9276-3090, 9600-9916, 9984-4876, 3026-2113. O espetáculo é composto por dois atos – cada um com 40 minutos de duração, com intervalo de 15 minutos. A turnê deste ano é intitulada de "A Excelência do Ballet Russo". O espetáculo reúne os melhores momentos de O Lago dos Cisnes, Romeu e Julieta, A Bela Adormecida, O Quebra Noz…

António Casalinho, 12 anos, venceu o Young Grand Prix, com o solo O Corsário. Estuda ballet com a professora cubana Anarella

Imagem

BAILARINOS PORTUGUESES ESTÃO ENTRE OS MELHORES DO MUNDO

Imagem
Foi na 12.ª edição do Youth America Grand Prix (YAGP), concurso que decorreu na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, que três jovens atletas portugueses conseguiram ficar entre os melhores do mundo. Diogo de Oliveira, de 16 anos, Frederico Loureiro, de 14 e António Casalinho, de 11, demonstraram o seu talento ao longo de uma semana num dos concursos mais prestigiados de ballet no mundo. Trouxeram vários prémios internacionais e ainda convites e bolsas de ensino e formação de algumas das melhores academias de dança da Europa. Numa entrevista à Lusa, Diogo de Oliveira, de 16 anos, confessou que foi um salto muito grande na sua carreira, uma vez que a sua participação no concurso americano permitiu-lhe mostrar o seu talento ao mundo e chegou mesmo a ser convidado para finalizar os seus estudos na prestigiada escola da Ópera de Paris pela própria diretora. O português sabe que não é comum a Ópera de Paris atribuir bolsas para finalizar os estudos, pois é uma escola onde é extremame…

Irlan Silva fenômeno do ballet.

Imagem
O carioca IRLAN SILVA está escrevendo uma história incrível, fantástica e extraordinária: da favela do Morro do Alemão para a posição de primeiro bailarino de uma das maiores companhias de ballet dos Estados Unidos. E tudo começou por acaso, para um garoto de apenas 9 anos e que se apaixonou pela dança à primeira vista, na mais casual e improvável das situações.

Ballet Stagium apresenta “O Canto da Minha Terra” em Adamantina

Imagem
Ballet Stagium apresenta O Canto da Minha Terra, em Adamantina, no Dia das Mães (Foto: Divulgação). No dia 8 de maio, domingo, quando é comemorado o Dia das Mães, acontecerá o espetáculo de dança  “O Canto da Minha Terra”, do Ballet Stagium, às 20h30, no Ginásio de Esportes Paulo Camargo, na Av. Marechal Castelo Branco, ao lado do Campus III da FAI, por meio do Circuito Cultural Paulista em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo de Adamantina.
Em “O Canto da Minha Terra”, o Ballet Stagium estabelece uma ponta perfeita entre os ícones nacionais Geraldo Vandré, Chico Buarque, Luis Gonzaga, Quinteto Violado, Milton Nascimento, Elis Regina e o trabalho de Ary Barroso. A companhia propõe ao público que os sigam no intuito de descobrirem o que seus bailarinos querem dizer, expressar, apresentar, e representar em dinâmicas que remetem às experiências da companhia ao longo de seus 45 anos. Esta proposta atende sua característica de explorar o território de fronteira entre a dança e o t…

Russian State Ballet faz turnê pelo Brasil

Imagem
O Rio de Janeiro terá uma oportunidade única de receber o melhor do repertório do Ballet da Rússia nos dias 03 e 04 de maio, no Teatro Oi Casa Grande, às 20h. Trata-se do espetáculo “A EXCELÊNCIA DO BALLET RUSSO”, que excursionará pelos quatro cantos do Brasil, realizando assim a 5ª maior turnê de uma companhia russa pelo país. O espetáculo reúne os melhores momentos de O Lago dos Cisnes, Romeu e Julieta, A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, Scheherazade, Gisele, Spartacus, Corsario, Cinderela, Carmen, Don Quixote, entre outros. A iniciativa de trazer a companhia ao Brasil em temporada foi do produtor executivo brasileiro Augusto Stevanovich, com apoio do Ministério da Cultura da Rússia. A sua intenção faz parte de uma campanha de popularizar o Ballet Russo em todo o Brasil e preservar a herança da coreografia russa e da Europa ocidental. Nesta turnê, Augusto Stevanovich reuniu os principais bailarinos de renomadas companhias russas, a exemplo do Bolshoi de Moscou, Stanislavski, Kremli…

Parabéns a todos os Profissionais no Dia Internacional da Dança.

Imagem
O Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança comemorado no dia 29 de abril, foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982.1 Ainda é uma efeméride nova e até mesmo desconhecida para muita gente, pois começou a ser realmente lembrada no Brasil nestes últimos anos. Cada vez mais, no entanto, artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança, lembrar-se de sua importância e de suas demandas. Ao criar o Dia Internacional da Dança a UNESCO escolheu o 29 de abril por ser a data de nascimento do mestre francês Jean-Georges Noverre (1727-1810). Ele ultrapassou os princípios gerais que norteavam a dança do seu tempo para enfrentar problemas relativos à execução da obra. Sua proposta era atribuir expressividade a dança por meio da pantomima, a simplificação na execução dos passos e a sutileza nos movimentos. Nove…

27º Festidança

Imagem
Inscrições para o 27º Festidança seguem até o dia 11 de março.


Até o dia 11 de março estão abertas as inscrições para bailarinos amadores ou profissionais, grupos e companhias interessados em participar da 27ª edição do Festidança, que acontece entre os dias 25 e 29 de maio em São José dos Campos. Para concorrer é preciso enviar o material para a sede da FCCR (Fundação CassianoRicardo). A participação é gratuita. Este ano o festival será realizado no Teatro Municipal, no Cine Santana, no Teatro Dailor Varela e em outros espaços de São José. Os interessados devem ter idade acima dos 12 anos e a organização só permite inscrições em, no máximo, duas categorias. De acordo com a FCCR, o material de inscrição deve conter a ficha de inscriçãopreenchida e DVDs com uma coreografia gravada em plano frontal e sem edição. As coreografias, com exceção do gênero Ballet Clássico de Repertório, devem ser inéditas no festival. A seleção será realizada por uma comissão formada por três técnicos de danç…

Gisela Bellot

Imagem
O Alimento diário de Gisela Bellot


Por: As Flávias  Gisele Bellot atua como profissional na área da dança desde 1980, formada pelos mestres Halina Biernacka, Ady Addor e Ismael Guiser. No início da década de 80 foi a Primeira Bailarina da Cia "Ballet Clássico de São Paulo". No final dos anos 90 dançou uma coreografia de sua autoria com o bailarino russo Alexander Valouev, do Teatro Bolshoi. Se especializou com aulas dos mestres Olga Ferri, em Buenos Aires, e Oliver Smith, no Canadá e conquistou importantes prêmios na Argentina e Nova York. Atualmente, além de administrar sua Cia. e cuidar da formação de novos bailarinos em sua Escola, faz workshops e cria coreografias como convidada, e participa juris em diversos Festivais de Dança. Nessa entrevista, Gisele Bellot fala sobre o início de sua carreira, suas inspirações e revela que a dança é o seu alimento. Você sempre gostou de dança? Comecei a estudar aos 9 anos. Desde então a dança é meu alimento diário. Por que optou pela F…

Diana Faria, Filipa Tenreiro e João Pedro Freitas

Imagem
Diana Faria, Filipa Tenreiro e João Pedro Freitas têm dez anos. Em julho, a primeira fará o seu estágio de verão na escola de dança da Ópera de Paris e, os dois, no Royal Ballet, em Londres

São alunos da bracarense Ent'Artes - Escola de Dança, os três têm dez anos e, em julho, rumam a duas das melhores escolas de dança do mundo. Diana Faria estará no estágio de verão da École de Danse de l'Opéra National de Paris e João Pedro Freitas e Filipa Tenreiro estarão no Royal Ballet, em Londres.

Vera Varela Cid

Imagem
A professora de dança Vera Varela Cid, uma das fundadoras da Companhia Nacional de Bailado (CNB), faleceu ontem aos 78 anos em São João do Estoril.


De acordo com a Lusa, fonte familiar anunciou que a antiga bailarina e directora artística da CNB faleceu ontem de manhã vítima da doença de Alzheimer. O corpo de Vera Varela Cid esteve em câmara ardente numa das capelas da Igreja de São de Deus, junto à Praça de Londres, em Lisboa, seguindo depois o funeral, reservado à família, para o Cemitério dos Olivais, noticiou a Lusa. Nascida em Abril de 1937, em Lisboa, Vera Varela Cid foi estudar ballet com 14 anos para a Royal Academy of Dance, em Londres, apresentando-se nos anos seguintes em espetcáculos realizados em Inglaterra e na França. De regresso a Portugal, passou pelo grupo de bailado Verde Gaio, fundado em 1940 e extinto em 1977, ano em que foi criada oficialmente a CNB, por despacho do então secretário de Estado da Cultura David Mourão Ferreira. Na CNB, Vera Varela Cid foi um dos s…
Imagem
Festival de Artes de Sóchi na Rússia presta homenagem à bailarina Anna Pavlova. Nascida no final do século XIX, a carismática bailarina russa criou, em 1911, a primeira companhia de bailado a realizar digressões internacionais. ×Powered By CoronaBorealis“No nosso tributo, tentámos representar a forma como ela dançava. Foi uma grande artista, uma das primeiras bailarinas a viajar pelo mundo. É por isso que todos conhecem Anna Pavlova”, sublinhou o coreógrafo Stéphane Fournial.
Anna Pavlova tornou-se célebre pelo papel em “A morte do cisne”, uma coreografia de Mikhail Fokin, com música de Camille Saint-Saëns. Em Sóchi, Mariya Yakovleva interpretou o papel celebrizado pela lenda do ballet russo. “É uma grande honra ser uma das bailarinas que teve a sorte de poder aprender esta dança e dar vida ao cisne. A técnica de pontas de Pavlova foi glorificada pelo ballet russo”, contou Mariya Yakovleva, bailarina do ballet de Viena. “A Bela Adormecida” do compositor russo Tchaikovsky é outro bai…